5 de jan de 2011

A prisão ou a liberdade?


Por instantes, o esquecimento, a liberdade e a esperança... ilusão
Por épocas, o arrependimento, a angústia e o desespero... realidade
O tempo passa...
Mas parece que foi ontem...
Lembrança amarga que demonstra poder marcar a alma pra sempre
Desvencilhar? Recomeçar?
Como? Não quero e não posso.
Eles não sabem a quantidade do mal que foi feito
Logo, não compreendem o valor desse mesmo mal, suas consequências
Mas eu sei... exatamente
Afinal, quem tem que entender, sou eu...
O visgo que me prende é o que alimenta meus pendores
Encarceirado ao passado, sou parcialmente livre
Solto daqui pra frente, sou totalmente incapaz
Prefiro então a prisão, na busca de algum alívio...

4 comentários:

  1. Não fique preso não ao que nao vale a pena, apenas seja feliz. Boa sorte

    ResponderExcluir
  2. Certas coisas na vida não estão sob nosso domínio... a consciência é uma delas.
    E ela nos prende mesmo...
    Mas obrigado pela presença, querida!
    Força a todos nós.

    ResponderExcluir
  3. ' È estar-se preso por vontade...', disse um dia o sábio Camões...rs


    ;)

    ResponderExcluir
  4. Parece ser o preço que a consciência exige, já que diante da lei dos homens, nada devo, Roberta...

    ResponderExcluir