1 de out de 2010

Quando somos guias...


Eu gosto tanto de você...
Que você nem é capaz de saber.
Que é bem possível de eu passar por cima de mim mesmo.
De ignorar o meu orgulho,
As minhas preferências,
E de me despir de toda vaidade...
Mas você nem sabe disso, nem imagina.
E o poder é todo seu...
Eu faço isso por você:
Fico cego pro seu lado ruim,
Pra tudo aquilo que você mostra e assume sem pudores...
E fico surdo pras coisas que você me cospe,
Pras maldições que você me arremessa,
Por fim, pras ofensas que acompanham o fato de eu ser seu 'obstáculo'...
Não tem problema, velo-te mesmo assim.
Eu vou te buscar no fundo do poço, no lodo da queda.
Entre vícios e perdas 'purificadas'...
Não tem problema, te persigo, te prestigio.
E quando você está irreconhecível,
Quando não serve mais pra ninguém...
É ali que você me serve.
É quando você me reconhece como seu apoio de sempre.
O amparo certo, o porto seguro.
É por isso que você não se importa tanto em se perder:
Estou sempre ali.
A minha redenção é justamente quando você aceita minha mão.
É quando se deixa levar em meus braços,
E adormece no meu colo.
Te coloco de pé, te cuido, te mostro que ainda é gente e que tem salvação.
E ouços suas promessas de todo dia.
Sempre as mesmas...
E logo, você me escapa.
Te perco pra vida, te perco pros teus interesses maiores...
Não vê que corre na direção contrária à sua felicidade?
Mas tudo bem, não tem problema.
Te sigo de novo, com a vontade de sempre.
Ajo como se eu te 'devesse' isso.
E é algo bem louco...
É como se atravessasse a vida.
Parece que te devo muito mais...
E sei que nem é bem assim...
Mas enfim, estou ali novamente.
Às vezes, 'invisível' até...
Disposto à tudo pra permanecer do seu lado.
E você não sabe o quanto é duro te ver se perdendo...
E se entregando aos tropeços das próprias pernas...
Mas se amar é também aceitar sua imperfeição,
Isso é mais uma oportunidade de mostrar o quanto te amo.
E ainda é por isso que vivo de acreditar
Que um dia você vai vencer.
Mesmo que aparentemente longe de mim, não importa:
O desapego será talvez minha maior prova de amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário