29 de out de 2010

Partículas de Esperança


Estou lendo 'Ação e Reação', psicografia do Chico Xavier, ditada por André Luis -os mesmos de 'Nosso Lar' e tantos outros belos livros... Deve ser a terceira ou quarta vez que o (re)leio e a cada vez, consigo enxergar mais as entrelinhas.
Um dos mais belos trechos é o momento em que o assistente Silas -trabalhador da 'Mansão da Paz', descrita como 'uma escola de reajuste nas regiões inferiores, sob jurisdição da colônia espiritual 'Nosso Lar'- reconhece o remorço que finalmente desperta após muito tempo de revolta e vingança obsessiva em Leonel -assassinado junto a seu irmão -Clarêncio, por seu outro irmão, Antônio Olímpio, em torno de uma herança. Vingança essa que manteve Olímpio subjulgado após o desencarne, que vitimou à morte Alzira -sua esposa- e que se extendia até recentemente a Luís Olímpio, seu filho e herdeiro, ainda encarnado.

Com um abraço fraterno, o orientador deu-se pressa em consolá-lo, animando-o:

"-Chora, que as lágrimas purificam o coração!...
Ainda assim, não permitas que o pranto te esmague a lavoura de esperança...
Quem de nós, aqui, jaz sem culpa? Todo temos compromissos à resgatar e o tesouro do Senhor jamais se empobrece de compaixão.
O tempo é a nossa benção...
Com os dias, coagulamos a treva ao redor de nós e, ao longo deles, convertê-la-emos em sublimada luz... Entretanto, para isso, é indispensável perseveremos na coragem e na humildade, no amor e no sacrifício.
Levantemo-nos na direção do futuro, dispostos à reconstrução dos nossos destinos."

....
Serve-me de alento, como à muitas pessoas que também carregam n'alma o desânimo e a decepção dos grandes erros, e que carecem de novas oportunidades para saldar suas dívidas...
....
O livro é belíssimo, repleto de lições e elucidações sobre a lei de ação e reação, que rege a vida universal com perfeição pontual. Queiram ou não acreditar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário