17 de abr de 2015

Elas existem

As leis da vida.
Ainda que sem a comprovação da ciência, sem o aval das religiões, ou mesmo independente da crença do homem: existem.
E aquele que conseguir inteirar-se delas o quanto antes, o mais que puder, sem precisar de maiores afirmações exteriores, com a própria observância, com a fé racional, viverá cedo, a tão esperada tranquilidade que só a compreensão pode oferecer.
...
É uma paz muito grande perceber que é possível ainda viver no presente, em tranquilidade, em meio à espera da colheita atribulada do futuro, pelo plantio mal feito no passado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário