24 de set de 2013

Intuições enganosas

E então ficaram os dois ali, ao final da reunião, sem palavras, apenas um olhando pro outro discreta e disfarçadamente.
Puxou o celular do bolso e pensou mil vezes em passar seu número, seu e-mail, em pedir, ou qualquer coisa que fosse.
E ela pareceu estar esperando alguma atitude dele.
Nada se deu.
Tranquilos demais.
Acho que ambos tiveram a mesma previsão: a certeza de que se encontrariam novamente em breve.
Só que desde então, nunca mais se viram.
Apesar de certamente continuarem se buscando sem perceber, sem saber.
E eu perguntaria: não era pra ser ou o momento certo ainda não chegara?
É daquelas questões que só o tempo pode decidir e responder. 

Um comentário:

  1. aleatoriedades da vida. Quem entende? haha
    beijos rimados pra você

    ResponderExcluir