4 de mar de 2013

Se quiser saber


Para conhecer alguém de verdade, não lhe pergunte nada, e nem a ninguém.
Apenas observe, em silêncio.
Esteja absolutamente livre de compromissos e resultados.
Observar é analisar, é buscar detalhes, sem qualquer obrigação ou pressa de julgar por precipitação.
Há tempo pra isso...
Não conseguimos observar quase nada de forma imparcial justamente por pensar que, ao fazê-lo, é obrigação imediata já formular algum juízo.
Saber observar é fundamental.
Então, apenas observe.
Observe inclusive o que mostram aqueles que cercam o dia a dia de quem é o foco principal da sua observação.
Estes, revelam discreta e indiretamente minúcias ainda mais sinceras.
E, se há tempo e jeito certo de observar, há também para meditar sobre o que foi observado.
Para meditar é importante ver-se liberto das influências externas, dos outros.
É preciso ainda somar nossa parcela humana, nossa expectativa, nossa dose de preconceito e limitação, ao resultado da meditação. Tire a média dos resultados.
Só após faça as devidas ponderações e conclua sua opinião sobre esse alguém.
Assim, consegue-se não apenas conhecer-lhe mas também prever os gostos mais sutis, assim como os passos menos tendenciosos.
Toda análise exige tempo, paciência e discernimento.
E o resultado será de uma precisão absurdamente surpreendente.

2 comentários:

  1. Pois somos todos surpreendentes, com toda a nossa essência. haha

    Parabéns pelo texto!
    Boa quarta-feira. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem dito, minha querida Gláucia!
      Obrigado pela presença e comentário.

      Beijocas!

      Excluir