12 de ago de 2011

Está decidido!


Não pretendo mais continuar nessa.
Nunca mais...
Não quero passar mais por isso.
Esse frio na barriga, essa angústia, essa ansiedade...
Noites de sono perdidas pensando em previsões...
Sonhos, ilusões e planos...
Teorizar, ensaiar, conhecer, procurar, encurralar...
Não pretendo mais manter vigília, ficar atento.
E consequentemente, não precisarei mais arquitetar, nem conquistar.
Sem nervosismo, sem atribulações, sem motins íntimos, sem angústias...
Só calmaria, só marasmo, só solidão...
Só... conformado.
Essa foi a última vez...
...
Mas que por favor, também não me apareça mais ninguém...

Nenhum comentário:

Postar um comentário