27 de fev de 2011

Assumo...

E daí se sou louco?
Sim, sou.
Se sou passional ao amar... que posso fazer?
Se mergulho de cabeça à noite e, se de dia, já passou...
Se perco a noite pensando em ti, e quando finalmente durmo, é contigo que sonho?
Se nem te conheço direito... qual o remédio?
Melhor que os receios e os freios de amores-meios...
Se eu amo assim, me dou o direito de assim agir, já que sou louco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário