8 de abr de 2010

A tecnologia e seus fins


Talvez, a única tecnologia que tenha sido desenvolvida inicialmente para fins militares e, posteriormente, para outros meios, seja a energia nuclear. Os demais avanços do homem na área tecnológica -que eu me lembre agora- quase sempre tiveram princípios de utilidade pacífica. Fora as que só tiveram a finalidade de servir à sociedade e ponto.
Mas não estou disposto aqui a fazer discursos pacifistas ou armamentistas sobre essas coisas... (Coisas que eu até gosto de discutir.)
Quer dizer, quase... Descobri que o advento de uma tecnologia relativamente presente também pode -em casos extremos- nos levar à uma guerra.
Um aparato banal, extremamente comum a todos... cada vez mais.
Falo da tecnologia que desenvolveu engenhos de telefonia móvel, profusamente difundidos como CELULAR...
Sim... o celular é uma 'granada de bolso'. Causa atritos, cria pragas e destrói a paciência de alguns. É letal e preciso, mesmo quando desligado. De carga cirúrgica e ao mesmo tempo estilhaçante quando atinge o estresse.
Eu passei a ter ódio mortal da desgraça desse aparelho.
Só pode ser coisa do demo! Mesmo que você não o queira, sempre aparece alguém que te dá um... ou te passa. Eu nunca comprei um celular... mas sempre o tive.
E o pessoal até te rejeita quando vê que o seu modelo é muito antigo -mais de seis meses de lançado... Você também fica neurótico e começa a escondê-lo ou evitar de atendê-lo em público.
Com ele, tudo o que era 'esperável', 'aguardável', passa a ser emergência de último grau. Alerta vermelho na Casa Branca. E o pior é que a culpa é de quem o possui.
Causa acidentes no trânsito, interrompe sessões de cinema, refeições, é detonador de intrigas e desconfianças, sinal de status e de condição econômica... e ai de você se esquecer de carregar sua bateria...
Quem liga e não consegue falar com o 'procurado', começa a desenvolver maus pensamentos de todo gênero: 'foi assaltado', 'foi sequestrado', 'está me ignorando', 'está me traindo'... enfim, um estrago psicológico sem limites.
Por essas e outras, dei graças ao bom Deus quando o meu celular apagou a tela e foi parar no fundo da gaveta... para -espero- nunca mais voltar à minha vida.
Desespero de uns, alívio de outros. Há males que vem pra bem... essa é a máxima.

3 comentários:

  1. Me passa seu número e eu te ligo de madrugada só pra dizer "oi"! Aposto que isso vai te dar muita inspiração para textos (não vale me xingar)! :p

    ResponderExcluir
  2. hahahahahahahahaha! Primeira vez que leio um texto seu e gostei. Vai da fina ironia ao mau-humor inspirado!

    ResponderExcluir